terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

"The Curious Case of Benjamin Button", de F. Scott Fitzgerald

Sinopse: Na génese deste conto publicado pela primeira vez em 1922 terá estado, segundo F. Scott Fitzgerald, uma observação de Mark Twain em que o escritor lamentava que a melhor parte da vida fosse ao início e a pior no fim. Assim nasceu Benjamin Button, mas, como o leitor poderá começar a adivinhar, para grande desgosto e estupefacção de todos os envolvidos, o «pequeno» Benjamin vem ao mundo com a aparência, o tamanho e as peculiaridades de um homem de 70 anos… O Estranho Caso de Benjamin Button inspirou uma adaptação ao grande ecrã.

«The Curious Case of Benjamin Button» é, sem dúvida, um livro que marca pela surrealidade. A história de um menino que nasce velho e vai rejuvenescendo com o passar do tempo obriga-nos a pensar e a aproveitar cada momento nas nossas vidas. Quase que poderia ser uma história para grandes e pequenos, cada um iria tirar a sua interpretação, à semelhança de «O Principezinho», de Saint-Exupéry. Além do livro, vi também o filme. Gostei mais do filme. Penso que foi feita uma grande adaptação, que tornou a história ainda mais aliciante, sem tirar o ponto fulcral.


Ainda assim, recomento vivamente a leitura deste conto.



João

3 comentários:

Maria Manuel disse...

É engraçado, eu também gostei mais do filme. Normalmente costumo gostar mais dos livros do que dos filmes, mas este surpreendeu-me pelo positiva. Se clahr por estar mais explorado do que o próprio livro, que não deixa de ser um conto. A interpretação de Brad Pitt e a caracterização do seu personagem está fantástica.

Pedro disse...

Engraçado, eu gostei mais do livro... Ambos estão excelentes, mas achei o filme demasiado parado.

Ah, mas li o livro primeiro.

Betita disse...

Gostei bastante do filme!
Tenho de ver se pego no livro ;)